Latino-Poemas
¡Regístrese Ahora!     Conectarse

Consultar

Otros

Usuarios conectados

26 usuario(s) en línea (21 usuario(s) navegando Poemas y prosas)

Registrados: 0
Invitados: 26

más ....

Licencia

Licencia Creative Commons

Poemas : 

Poema do Chão

 
Não escrevo do alto...
Também não estou pousado
em nenhuma nuvem...

Escrevo daqui, do asfalto,
do barro, do mato,
tudo que me toca o coração.

Pode ser uma dor
pode ser um amor
pode ser uma indignação...

Pode ser um devaneio...
Por que não?
Tudo me é permitido.

Sonho,
mas não fico iludido.
A minha realidade não deixa.

A.J. Cardiais


Um poeta, um sonhador, um buscador, um hippie... Sei lá! Um vagabundo, tentando melhorar o mundo.Open in new window

Poeta
AJCardiais
Poeta AJCardiais
Poemas del mismo poetaMás poemas
Rss del poetaRss del poeta
EstadísticasEstadísticas
 
Poema
Fecha 15/7/2012 11:58:26
Lecturas 560
Favoritos 0
Licencia Licencia Creative Commons
Enviar a un amigoEnviar
Versión imprimibleImprimir
Crea un documento PDF con el poemaCrear un pdf
Recientes
Manifesto do "EU"
Manual da Ignorância
Sem Classificação
Fonte Drummoniana
Cadafalso
Al azar
Solitário
Catapultando Palavras
Anormalmente
Soneto Caído
Sonho De Consumo
Los usuarios son responsables de sus propios comentarios.

Etiquetas

Login

Nombre:

Contraseña:

Recordar



¿Recuperar la contraseña?

Regístrese

Comentarios recientes

Poemas más leídos recientemente

2 meses a tu lado
caz_master
11/5/2012 4:22:07
MI PUEBLO
necoperata
3/11/2012 3:34:26
MI HOGAR
Starlight
26/9/2011 20:51:59
Tus lindos ojos
juank0905041
20/9/2013 17:14:33
Don Quijote de la Mancha
papajumed
10/10/2010 3:20:43
TU MIRADA...
RAMSHADY
19/7/2012 3:27:29
Cabuliwallah
Maxper
1/7/2011 11:03:14
DESCANSA EN PAZ...
Claudia
1/8/2012 23:59:35
Sobre el sueño de Agamenón en la Ilíada
wessouza
13/9/2011 15:53:13
Sem Classificação
AJCardiais
6/4/2018 0:11:34