Latino-Poemas
¡Regístrese Ahora!     Conectarse

Consultar

Otros

Usuarios conectados

21 usuario(s) en línea (14 usuario(s) navegando Poemas y prosas)

Registrados: 0
Invitados: 21

más ....

Licencia

Licencia Creative Commons

Poemas -> Sociales : 

UM HOMEM MORRE DE FRIO

Etiquetas: Etiquetasnoche   Etiquetashombre   EtiquetasAlma   Etiquetasinvierno   Etiquetasmundo   Etiquetasmuerte.  
 
UM HOMEM MORRE DE FRIO
 
Nos braços de Morfeu queda a cidade.
Gélida avança a noite sob o vento
Que zune açoites, bravio.
Por leito e barricada andrajos tendo,
Num canto, ao pé de arranha-céu imenso,
Um homem morre de frio...

Agonizando, ali, talvez delire,
Vendo os pedestres últimos, em busca
Do leito morno, macio...
Talvez, sinta-se um deles, por momentos...
Um homem desses, livres das algemas
Do destino. Ah, desvario!...

Morre indigente. Já não mais lhe ocorrem
Reminiscências de melhores dias.
Não tem mais traços de brio.
Distantes sons de uma boate em festa
A custo põe-se a ouvir. Perdem-se, agora,
no seu imenso vazio...

Nem todos dormem. Ornam-se de luzes
Os altos edifícios. E eis, um carro
Pára junto ao meio-fio.
Traz de Mammon uns súditos restantes
Que, indiferentes, tiritando e rindo,
Vão-se com seu vozerio...

Ensaia erguer-se; embalde, embalde tenta...
Thanatos já, movendo as longas asas,
O envolve, terno e sombrio.
À volta, entre as paredes, que ironia:
Há tantos indivíduos que se abraçam
E tanto leito vazio!

Bem cedo hão de encontrar-lhe o corpo, inerte.
Hão de exprobrar-se, por negar-lhe auxílio,
num gesto inóquo, tardio...
Talvez, alma remida, ao sol do Além planando,
Não mais proscrita, logo exulte e louve
O Averno da crosta, frio...

“- Coitado!”... “- Oh, que infeliz!"... “- Quem era ele?"
“- Um ébrio, com certeza". “- Um andarilho."
“- Um réu, talvez, arredio"...
Descerrem seus portais, guardiões do Inferno!
Estendam o seu fogo ao mundo infrene!
Um homem morre de frio...

(Da coletânea "Estado de Espírito")

Leia mais no blog:
http://sersank.blogspot.com

"E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando
o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a Mim o fizestes."
Mateus 25:40
Poeta
Sersank
Poeta Sersank
Poemas del mismo poetaMás poemas
Rss del poetaRss del poeta
EstadísticasEstadísticas
 
Poema
Fecha 7/6/2012 19:38:38
Lecturas 1592
Favoritos 0
Licencia Licencia Creative Commons
Enviar a un amigoEnviar
Versión imprimibleImprimir
Crea un documento PDF con el poemaCrear un pdf
Recientes
O GRITO DA TERRA
DE AVÔ PARA OS NETINHOS
LA VERBO (En Esperanto)
EL VERBO
O VERBO
Al azar
O GRITO DA TERRA
DE AVÔ PARA OS NETINHOS
EL VERBO
O VERBO
LAS NOCHES ACABAN EN DÍA
Los usuarios son responsables de sus propios comentarios.

Autor Hilo
REHGGE
Enviado: 8/6/2012 0:59  Actualizado: 8/6/2012 0:59
Incondicional
Incondicional
Avatar
Conectado: 19/2/2012
Desde:
Envíos: 280
Icon Re: UM HOMEM MORRE DE FRIO - p/ amigo e poeta Sersank.
olá. bom encontrá-lo navegando por estes mares.

um relato que corta o coração. 'até quando' -- eu me pergunto -- 'indignar-me-ei com o reverso da medalha
mundana?'

bravo, caro amigo!

abração do rehgge.

Autor Hilo
Sersank
Enviado: 13/6/2012 4:08  Actualizado: 13/6/2012 4:08
Interesado
Interesado
Avatar
Conectado: 9/10/2010
Desde:
Envíos: 12
Icon Re: UM HOMEM MORRE DE FRIO para o REGHE
Olá, Reghe, meu caro poeta andarilho!

Também fico feliz em te reencontrar aqui.
Tenho lido alguns trabalhos teus, sempre muito bons. O Paineira Velha , por exemplo, tem muito conteúdo poético.
Olha, estou seguindo o teu blog, viu?
Gostaria de contar com tua presença também no meu: http://sersank.blogspot.com
Um abraço fraterno do
Sergio de Sersank

Etiquetas

Login

Nombre:

Contraseña:

Recordar



¿Recuperar la contraseña?

Regístrese

Comentarios recientes

Poemas más leídos recientemente

2 meses a tu lado
caz_master
11/5/2012 4:22:07
MI HOGAR
Starlight
26/9/2011 20:51:59
PROVERBIOS SUMERIOS
JoelFortunato
5/12/2012 3:35:09
Tus lindos ojos
juank0905041
20/9/2013 17:14:33
MI PUEBLO
necoperata
3/11/2012 3:34:26
A MI ESPOSA Y MADRE
joseferchozamper
13/5/2012 1:40:09
Soneto perpétuo
AJCardiais
18/10/2018 11:19:24
TU MIRADA...
RAMSHADY
19/7/2012 3:27:29
DESCANSA EN PAZ...
Claudia
1/8/2012 23:59:35
Me alegra haberte conocido
CaelumDraconis
24/7/2013 3:30:19