Latino-Poemas
¡Regístrese Ahora!     Conectarse

Consultar

Otros

Usuarios conectados

53 usuario(s) en línea (37 usuario(s) navegando Poemas y prosas)

Registrados: 1
Invitados: 52

writer2nat, más ....

Licencia

Licencia Creative Commons

Crónicas : 

Falando de poesia

Etiquetas: Etiquetaspoesia   Etiquetascrônicas   Etiquetasempolgação   Etiquetaseuforia   Etiquetasgaveta   Etiquetasdigitar  
 
Para mim é uma tortura digitar uma poesia que eu não gosto... Aí você me pergunta: Se foi você quem fez a poesia, como é que você não gosta? Eu respondo: Tem poesia, que depois que passa a “euforia”, eu não acho mais interessante. Antigamente eu jogava fora. Mas agora, eu deixo jogada lá no fundo da gaveta. Às vezes nem digito. Fica lá, no manuscrito. Vou deixando ela de lado e vou digitando as que eu gosto. Tem poesia que eu tento digitar várias vezes, mas não consigo. E ela vai ficando encostada... O engraçado é que algumas vezes, quando eu vou mexer nas “encostadas”, encontro alguma bastante interessante. Aí eu fico me perguntando por que eu não digitei aquela poesia. Então, aproveito a empolgação e digito logo. Talvez, se eu deixar para outro dia, não sinta mais a mesma emoção.
Lendo uma entrevista com o compositor Francis Hime (eu acho que foi ele), ele disse que tinha composições que ele não gostava. Então, deixava em um canto, não mostrava a ninguém...
Algum tempo depois, ele ia dar uma olhada “nas rejeitadas” e encontrava verdadeiras preciosidades. Coisa de doido ou tudo é o momento? Não sei... Só sei que de vez em quando (várias vezes) eu estou criando coragem, digitando minhas “bombinhas” e mandando para vocês rsrsrsr.

A.J. Cardiais


Um poeta, um sonhador, um buscador, um hippie, um Anarquista... Sei lá! Um vagabundo, tentando melhorar o mundo.Open in new window

Poeta
AJCardiais
Poeta AJCardiais
Poemas del mismo poetaMás poemas
Rss del poetaRss del poeta
EstadísticasEstadísticas
 
Poema
Fecha 3/6/2012 12:13:03
Lecturas 695
Favoritos 0
Licencia Licencia Creative Commons
Enviar a un amigoEnviar
Versión imprimibleImprimir
Crea un documento PDF con el poemaCrear un pdf
Recientes
Instintos
Os sonhos, ou dos sonhos
Encruzilhada
Falando de amor - 2
Diário de bordo
Al azar
O equilibrador de palavras
O calcanhar de Aquiles
Perseguição
Outro significado
Carregador De Ilusões
Los usuarios son responsables de sus propios comentarios.

Autor Hilo
Claudia
Enviado: 3/6/2012 21:57  Actualizado: 3/6/2012 21:57
Incondicional
Incondicional
Avatar
Conectado: 17/1/2011
Desde: México
Envíos: 2473
Icon Re: FALANDO DE POESIA
Quiza a quien le gusta escribir poesía, siempre le suceda eso. Al menos a mí algunas veces, si me sucede. Guardarlas y despues de un tiempo, sacrlas de nuevo y terminarlas. Buen escrito. Saludos. Claudia Alhelí Castillo

Etiquetas

Login

Nombre:

Contraseña:

Recordar



¿Recuperar la contraseña?

Regístrese

Comentarios recientes

Poemas más leídos recientemente