Latino-Poemas
¡Regístrese Ahora!     Conectarse

Consultar

Otros

Usuarios conectados

19 usuario(s) en línea (17 usuario(s) navegando Poemas y prosas)

Registrados: 0
Invitados: 19

más ....

Licencia

Licencia Creative Commons

Poemas -> Reflexíon : 

apesar de tudo sou uma criança

Etiquetas: Etiquetascriança   Etiquetasfome  
 




Eu sou a esperança

No outro lado do mundo

Onde a fome avança

E mata uma criança

Em cada segundo



Eu sou o choro que se perdeu

Por não ter nada a perder

Sou a alegria que morreu

Quando a miséria cresceu

Como se fosse errado nascer



Eu sou a evolução

Que se prendeu

Por terra abastada

Eu sou... não,

Eu sou o nada

Que não sabe nada,

Apenas o meu nome,

Que não sente nada,

Apenas fome.



Sonhos , não tenho

Nem um só desejo

Sou o que obtenho

Naquilo que vejo



Eu sou a mudança

Num processo natural

Mas a fome avança

E eu sou criança

Não sou animal.



Eu sou o futuro

No outro lado da certeza

Onde é mais escuro

E onde auguro

Conhecer a tristeza



Sim, conhece-la

Porque não a sinto

Outra coisa me apela,

Mais do tê-la,

Neste olhar faminto.



Eu nunca a vi

E serei triste um dia

Quando souber que senti

E que o sorriso abri

Por uma pequena alegria.



É meu o deserto

Onde ninguém vai

Estou em céu aberto

Com o inferno perto

Onde a morte cai



Não me ostentem

A vossa vergonha,

A que não sinto

E a que não sentem

Os que mentem

A quem sonha



Levem-me

Salvem-me

Alimentem-me

Mostrem-me tudo

O que para lá existe

Mas sobretudo

Dêem-me alegria

Para saber estar triste.



tavico

Poeta
O_tavico
Poeta O_tavico
Poemas del mismo poetaMás poemas
Rss del poetaRss del poeta
EstadísticasEstadísticas
 
Poema
Fecha 8/5/2012 23:22:31
Lecturas 705
Favoritos 0
Licencia Licencia Creative Commons
Enviar a un amigoEnviar
Versión imprimibleImprimir
Crea un documento PDF con el poemaCrear un pdf
Recientes
O Sino
amor meu mar
PORQUÊ ?
já te conheço
homem vazio
Al azar
O Sino
Beijo-te
Dunas de seda
folhas de outono
não me ames
Los usuarios son responsables de sus propios comentarios.

Autor Hilo
varenka
Enviado: 9/5/2012 2:58  Actualizado: 9/5/2012 2:58
Incondicional
Incondicional
Avatar
Conectado: 29/2/2012
Desde:
Envíos: 323
Icon Re: apesar de tudo sou uma criança
Uma poesia que retrata o mal do mundo.Parabéns.Beso

Autor Hilo
Claudia
Enviado: 9/5/2012 17:19  Actualizado: 9/5/2012 17:19
Incondicional
Incondicional
Avatar
Conectado: 17/1/2011
Desde: México
Envíos: 2504
Icon Re: apesar de tudo sou uma criança
La tristeza a veces es necesaria para apreciar mejor la alegría.
Bienvenido a Latino Poemas. Saludos. Claudia Alhelí Castillo

Etiquetas

Login

Nombre:

Contraseña:

Recordar



¿Recuperar la contraseña?

Regístrese

Comentarios recientes

Poemas más leídos recientemente

2 meses a tu lado
caz_master
11/5/2012 4:22:07
MI HOGAR
Starlight
26/9/2011 20:51:59
MI PUEBLO
necoperata
3/11/2012 3:34:26
Don Quijote de la Mancha
papajumed
10/10/2010 3:20:43
Tus lindos ojos
juank0905041
20/9/2013 17:14:33
TU MIRADA...
RAMSHADY
19/7/2012 3:27:29
Sobre el sueño de Agamenón en la Ilíada
wessouza
13/9/2011 15:53:13
Sem Classificação
AJCardiais
6/4/2018 0:11:34
DESCANSA EN PAZ...
Claudia
1/8/2012 23:59:35
Cabuliwallah
Maxper
1/7/2011 11:03:14