Latino-Poemas
¡Regístrese Ahora!     Conectarse

Consultar

Otros

Usuarios conectados

20 usuario(s) en línea (11 usuario(s) navegando Poemas y prosas)

Registrados: 0
Invitados: 20

más ....

Licencia

Licencia Creative Commons

Textos : 

(24)- Hitler- Ian Kershaw

 


Os dois volumes condensados da obra de Kershaw totaliza quase 1200 páginas. No estilo histórico contemporâneo analisando cada pequena ou grande particularidade do regime nazista, e também a vida de Hitler, a obra tem um apelo para o grandioso, o épico, à biografia total.

Ian Kershaw, entretanto, exagera em muitas passagens do livro a linguagem para descrever Adolf Hitler. A neutralidade é deixada de muitas vezes de lado para expressar uma aproximação da desaprovação e desagrado pela personalidade e atos cometidos por Hitler.

Da infância pouco conhecida à adolescência conturbada, o desejo de ser artista, a recusa em aceitar sua arte na Academia de Viena, as amizades, as idas ao teatro para assistir as óperas wagnerianas, tudo é contado tentando relacionar cada fato com o glorioso futuro do Führer.

Ian Kershaw criou uma boa obra, mas alguns capítulos mal escondem a total subjetividade do próprio autor ao falar sobre temas mais complexos como a estratégia militar, a logística, a diplomacia, etc. No entanto, a análise política e econômica do III Reich é sóbria, justa e correta, não deixando nenhum acontecimento sem conexão.

Como toda obra histórica os trechos de correspondência pessoal, os relatos pessoais são encaixados para uma compreensão total do Hitler político e humano.

Esta biografia vem esclarecer a vida e o regime nazista com uma visão distante, a visão da História de cada passo que foi galgado, até chegar ao pior conflito da história humana.

Ian Kershaw tem uma visão subjetiva da personalidade de Hitler, porém, traz fatos e provas cabais tomadas pelo ex- cabo austríaco. Isso dá autenticidade aos quase 30 anos da ascensão do regime nazista à sua queda.


Yo no soy un poeta, pensador, artista o cualquier otra persona que aman. Así que si mi escritura es que se puede llamar así, es sólo mía y de nadie más va a ir conmigo y cuando yo muera.

Poeta
wessouza
Poeta wessouza
Poemas del mismo poetaMás poemas
Rss del poetaRss del poeta
EstadísticasEstadísticas
 
Poema
Fecha 29/4/2012 19:32:52
Lecturas 551
Favoritos 0
Licencia Licencia Creative Commons
Enviar a un amigoEnviar
Versión imprimibleImprimir
Crea un documento PDF con el poemaCrear un pdf
Recientes
Insight perdido
35 haicais
Urano em Touro
Haikai 182
Haikai 181
Al azar
Humilitas
Taça de vinho
Grande Alemanha
Haikai 48
Frase 152
Los usuarios son responsables de sus propios comentarios.

Etiquetas

Login

Nombre:

Contraseña:

Recordar



¿Recuperar la contraseña?

Regístrese

Comentarios recientes

Poemas más leídos recientemente

2 meses a tu lado
caz_master
11/5/2012 4:22:07
MI PUEBLO
necoperata
3/11/2012 3:34:26
Tus lindos ojos
juank0905041
20/9/2013 17:14:33
MI HOGAR
Starlight
26/9/2011 20:51:59
Ato Contínuo
AJCardiais
12/8/2018 11:11:27
Em Estado de Poesia
AJCardiais
12/8/2018 11:06:21
A MI ESPOSA Y MADRE
joseferchozamper
13/5/2012 1:40:09
TU MIRADA...
RAMSHADY
19/7/2012 3:27:29
EL NIÑO QUE LLEVAMOS DENTRO
Starlight
5/10/2011 0:13:44
DESCANSA EN PAZ...
Claudia
1/8/2012 23:59:35