Latino-Poemas
¡Regístrese Ahora!     Conectarse

Consultar

Otros

Usuarios conectados

42 usuario(s) en línea (31 usuario(s) navegando Poemas y prosas)

Registrados: 0
Invitados: 42

más ....

Licencia

Licencia Creative Commons
Sonetos : 

Na boca da poesia

Etiquetas: Etiquetaspoesia   Etiquetassonetos   Etiquetasboca   Etiquetasliberdade   Etiquetasousadia   Etiquetasespairecer  
 
Não ponho palavra
na boca da poesia,
pois sei que é ousadia
e posso deixa-la brava.

Também não puxo a trava,
para rebuscar a linguagem,
porque é uma sacanagem
fazer uma poesia escrava.

Se sou adepto da liberdade,
procuro fazê-la à vontade,
ao meu bel prazer...

Poetar como um dever,
é muita responsabilidade
para quem só quer espairecer.

A.J. Cardiais
31.07.2018


Um poeta, um sonhador, um buscador, um hippie, um Anarquista... Sei lá! Um vagabundo, tentando melhorar o mundo.Open in new window

Poeta
AJCardiais
Poeta AJCardiais
Poemas del mismo poetaMás poemas
Rss del poetaRss del poeta
EstadísticasEstadísticas
 
Poema
Fecha 1/10/2019 10:50:03
Lecturas 57
Favoritos 0
Licencia Licencia Creative Commons
Enviar a un amigoEnviar
Versión imprimibleImprimir
Crea un documento PDF con el poemaCrear un pdf
Recientes
Declaração de bens
Pregando uma vida simples
Nós não sabemos
Desatando os nós
O poeta e os sonhos
Al azar
Tecendo o Amanhã
Sob o Comando da Vida
Momentânea
Ainda Bem Que É Só Desejo
Eduquemo-nos Para o Silêncio
Los usuarios son responsables de sus propios comentarios.

Etiquetas

Login

Nombre:

Contraseña:

Recordar



¿Recuperar la contraseña?

Regístrese

Comentarios recientes

Poemas más leídos recientemente