Latino-Poemas
¡Regístrese Ahora!     Conectarse

Consultar

Otros

Usuarios conectados

42 usuario(s) en línea (31 usuario(s) navegando Poemas y prosas)

Registrados: 0
Invitados: 42

más ....

Licencia

Licencia Creative Commons
Poemas -> Naturaleza : 

Monturo

Etiquetas: Etiquetasmundo   Etiquetasnatureza   Etiquetasdesmatamento   Etiquetaslixo   Etiquetasqueimadas  
 
Transbordantemente em versos
eu faço um apelo:
seguindo com esse desmazelo,
nós vamos acabar com o mundo.

Eu também não me chamo Raimundo,*
mas para o Drummond* eu apelo,
com esse poema singelo
e um sentimento profundo.

Vou rimando passo a passo
e no compasso:
escorrego num desmatamento...
Vejam o tom violento
com que o fogo destrói
a vegetação...

Como isso dói...
Ver seres vivos sendo destruídos
pelo fogo.
Nos, que ficamos comovidos,
procuremos alertar os distraídos:

Por baixo desse monte de lixo,
estão nossas vidas.
Ou damos um basta nesta violência,
ou vamos acabar pedindo clemência:

Perdoai-nos, ó Mãe Natureza...
Depois de tanta beleza,
o que deixamos para o futuro
são carros, jóias, mansões... Monturos.

A.J. Cardiais
13.07.2009

* Carlos Drummond de Andrade
Em: Poema de Sete Faces


Um poeta, um sonhador, um buscador, um hippie, um Anarquista... Sei lá! Um vagabundo, tentando melhorar o mundo.Open in new window

Poeta
AJCardiais
Poeta AJCardiais
Poemas del mismo poetaMás poemas
Rss del poetaRss del poeta
EstadísticasEstadísticas
 
Poema
Fecha 27/2/2019 11:04:21
Lecturas 209
Favoritos 0
Licencia Licencia Creative Commons
Enviar a un amigoEnviar
Versión imprimibleImprimir
Crea un documento PDF con el poemaCrear un pdf
Recientes
O desejo
O equilibrador de palavras
Ideal de felicidade
Poeta - o clandestino
Sacudindo a loucura
Al azar
Rotina
Corrente Das Normas
Desenhando Poesia
A Poesia Em Você
O Painel
Los usuarios son responsables de sus propios comentarios.

Etiquetas

Login

Nombre:

Contraseña:

Recordar



¿Recuperar la contraseña?

Regístrese

Comentarios recientes

Poemas más leídos recientemente

A nobreza de quem sabe sofrer
AJCardiais
29/12/2018 11:56:18
O meu coração
AJCardiais
30/9/2018 23:28:22
A Irregularidade do ato
AJCardiais
16/10/2018 15:45:26
Experimentação ou possibilidades
AJCardiais
10/6/2012 18:06:56
Obrigado Poeta
AJCardiais
4/11/2012 14:43:13
Outono/inverno
AJCardiais
24/5/2019 20:37:29
Ensaio para coisas bobas
AJCardiais
28/5/2019 13:19:29
Inspiração à deriva
AJCardiais
14/5/2019 10:22:29
Amarnos sin tiempo...
miltinho
10/6/2019 6:39:04
Erudição
AJCardiais
25/4/2019 18:46:46