Latino-Poemas
¡Regístrese Ahora!     Conectarse

Consultar

Otros

Usuarios conectados

27 usuario(s) en línea (19 usuario(s) navegando Poemas y prosas)

Registrados: 1
Invitados: 26

lud, más ....

Licencia

Licencia Creative Commons

Prosas Poéticas : 

FÊNIX

 

Hoje sou livre, livre no pensar, livre pra voar, viajar nos meus pensamentos e neles atravessar fronteiras, destruir barreiras.
Livre pra amar as flores, dançar com os beija-flor, tomar banho de chuva e descalça sentir os pés na terra úmida e por ela ser acariciada.
Livre pra dizer que amo, que amo as cores, o sol, o luar, estrelas, amo meu passado, meu presente e meu futuro, que seja do modo que vier será bem-vindo!
Sou livre pra abrir aa portas de meu coração e nele deixar entrar a emoção, liberar adrenalina e sentir o perfume das sensações que emanam das paixões. Ah! liberdade que gozo senti-la! Viveu trancada em minha mente, presa a correntes, hoje chegou e me libertou, cortou algemas do passado, carta de alforia hoje por mim foi assinada.
Vá pensamento, atravesse o tempo, voe e acompanhe o vento, deslize pelos céus com as andorinhas, deixe correr com as águas do rio as lágrimas que derramas de alegria.
Para quem viveu sempre em liberdade não sabe o valor de quem nunca a pode ter, pois a pior das prisões está dentro de nossos corações, hoje sou livre, talvez um pouco frágil, qual borboleta, saída do casulo, fenix das cinzas renascida.
Quero continuar minha viagem, destribuir felicidade, dar meu sorriso a quem precisar, a mão para acariciar, um olhar de compreensão, ensinar o valor de viver, a importância de se doar, amar, amar, amar.
E neste turbilhão de pensamentos que me invade, com esta sensação de liberdade, aflora em mim a Vida, a tanto em mim escondida, e a Ele me curvo e agradeço, ao bem maior que me deu.

Poeta
jrs
Poeta jrs
Poemas del mismo poetaMás poemas
Rss del poetaRss del poeta
EstadísticasEstadísticas
 
Poema
Fecha 16/4/2011 1:05:54
Lecturas 1566
Favoritos 0
Licencia Licencia Creative Commons
Enviar a un amigoEnviar
Versión imprimibleImprimir
Crea un documento PDF con el poemaCrear un pdf
Recientes
ÁLIBI
INSANO
SABOR DO AMOR
FÊNIX
Al azar
ÁLIBI
INSANO
SABOR DO AMOR
FÊNIX
Los usuarios son responsables de sus propios comentarios.

Autor Hilo
Claudia
Enviado: 16/4/2011 5:43  Actualizado: 16/4/2011 5:45
Incondicional
Incondicional
Avatar
Conectado: 17/1/2011
Desde: México
Envíos: 2504
Icon Re: FÊNIX
Con este bello poema, nos has dado felicidad y has provocado sonrisas de alegría por su positivismo. Sigue feliz!!!! Saludos y un abrazo. Claudia Alhelí Castillo

Autor Hilo
jrs
Enviado: 17/4/2011 0:47  Actualizado: 17/4/2011 0:47
Interesado
Interesado
Avatar
Conectado: 15/4/2011
Desde:
Envíos: 19
Icon Re: FÊNIX
Obrigado Claudia por suas palavras de carinho.
Abraços.

Etiquetas

Login

Nombre:

Contraseña:

Recordar



¿Recuperar la contraseña?

Regístrese

Comentarios recientes

Poemas más leídos recientemente

2 meses a tu lado
caz_master
11/5/2012 4:22:07
PROVERBIOS SUMERIOS
JoelFortunato
5/12/2012 3:35:09
MI PUEBLO
necoperata
3/11/2012 3:34:26
A Simplicidade Como Opção
AJCardiais
13/9/2018 12:59:41
MI HOGAR
Starlight
26/9/2011 20:51:59
Tus lindos ojos
juank0905041
20/9/2013 17:14:33
TU MIRADA...
RAMSHADY
19/7/2012 3:27:29
Ambigüedad
Vicky
3/11/2011 2:03:16
EL AMOR QUE TE DEJÉ
Delalma
14/11/2012 0:04:23
LA CALIDEZ DE TU ABRAZO
Claudia
2/11/2011 17:05:03