Latino-Poemas
¡Regístrese Ahora!     Conectarse

Consultar

Otros

Usuarios conectados

36 usuario(s) en línea (26 usuario(s) navegando Poemas y prosas)

Registrados: 0
Invitados: 36

más ....

Licencia

Licencia Creative Commons
Cuentos : 

O tempo que passara, mas ainda estava ativo (Mini)

 





Morava em uma casa um homem e uma mulher cujos nomes não são muito relevantes. Eles moravam nesta residência há alguns anos, poderíamos dizer uns 10 anos. Eles tinham sentimentos misturados pela casa. Ora amavam a casa, ora odiavam, principalmente porque nos últimos cinco dias um acontecimento inusitado ocorria. Depois da meia noite, quando eles dormiam, eles podiam ouvir vozes pela casa. Mas isso não era um problema aos dois, pois eles conseguiam suportar facilmente ouvir vozes que não fossem de pessoas vivas, o que ocorria, é que a casa mudava toda a decoração e sempre no quarto aparecia um calendário com a data de 5 de janeiro de 1935, mas estavam os dois no ano de 1985 e na mesma data. O fenômeno durava duas horas apenas, e logo eles voltavam a dormir. Eles descobriram a causa desse fenômeno estranho um mês depois mexendo no porão. Eles viram um pequeno dispositivo do tamanho de uma tiara piscando. Eles não sabiam nada desse dispositivo, e ao vasculhar mais, acharam um diário escrito por duas pessoas. Essas duas pessoas vinham do século XXVIII e elas estavam entediadas de viver no futuro, e criaram uma espécie de fenda no tempo e conseguiram viver em duas dimensões de tempo diferentes, mas unificadas. Eles estavam em seu próprio tempo, mas ao mesmo tempo em uma casa do século XX. Eles decidiram partir quando viram que o tempo estava mudando seus corpos e mentes. Felizmente o aparelho era quase fácil para mexer, e os dois descobriram como desativar o aparelho. Depois disso, a normalidade voltara a casa e nenhum deles jamais falou sobre o ocorrido entre si ou com outra pessoa.

Poeta
lud
Poeta lud
Poemas del mismo poetaMás poemas
Rss del poetaRss del poeta
EstadísticasEstadísticas
 
Poema
Fecha 19/11/2018 18:01:32
Lecturas 63
Favoritos 0
Licencia Licencia Creative Commons
Enviar a un amigoEnviar
Versión imprimibleImprimir
Crea un documento PDF con el poemaCrear un pdf
Recientes
Haikai 773
Haikai 772
Haikai 771
Haikai 770
Cinderella
Al azar
Haikai 763
Haikai 577
Shakespeare
Arqueologia
S.t
Los usuarios son responsables de sus propios comentarios.

Etiquetas

Login

Nombre:

Contraseña:

Recordar



¿Recuperar la contraseña?

Regístrese

Comentarios recientes

Poemas más leídos recientemente

A nobreza de quem sabe sofrer
AJCardiais
29/12/2018 11:56:18
O Meu Coração
AJCardiais
30/9/2018 23:28:22
A Irregularidade do ato
AJCardiais
16/10/2018 15:45:26
Experimentação ou Possibilidades
AJCardiais
10/6/2012 18:06:56
Obrigado Poeta
AJCardiais
4/11/2012 14:43:13
Erudição
AJCardiais
25/4/2019 18:46:46
MI PUEBLO
necoperata
3/11/2012 3:34:26
MI HOGAR
Starlight
26/9/2011 20:51:59
Tus lindos ojos
juank0905041
20/9/2013 17:14:33
2 meses a tu lado
caz_master
11/5/2012 4:22:07