Latino-Poemas
¡Regístrese Ahora!     Conectarse

Consultar

Otros

Usuarios conectados

23 usuario(s) en línea (14 usuario(s) navegando Poemas y prosas)

Registrados: 0
Invitados: 23

más ....

Licencia

Licencia Creative Commons
Poemas -> Tristeza : 

Dentro de ti

 






Não estou dentro de ti nas cidades maravilhosas
Com mil maravilhas e sonhos mil, não estou dentro de
Ti nos balneários e nos lugares próximos às fontes.
Não estou dentro de ti nas cidades rústicas e calmas,
Nos vilarejos e nas imediações calmas ou violentas,
Não estou em ti nos subterraêneos, nos parques,
Nas moradias futurísticas e nos bairros aristocráticos.


Dentro de tuas cidades múltiplas não se encontra
Minha alma em nenhuma parte, minha voz jamais
Pode acompanhar qualquer construção de suas cidades...
Nas neves fofas minhas marcas não se encontram
Pregadas e nenhum cartaz se vê ao longe com minha
imagem.



Oh, não, se tu soubesses onde estou ficarias assustada,
Onde estou há um completo vácuo, um completo êxtase
Adormecido há milhares de anos... Como uma Bela Adormecida
De milhares de anos eu me encontro nos vácuos preenchidos
De sonhos intensos e duradouros... Eras de milênios
Esquecidos em que minha alma não apenas adormece,
Mas também não sonha com nenhum mundo.



Distâncias sempiternas ecoando nos vales do
Sono e do completo vazio... Almas distantes de
Viveres sonambúlicos engendradas no esquecimento
Gélido de um mundo abandonado...


Nas absconsas imediações de teus cemitérios
Não conhecidos eu moro, sem procurar um
Caminho para longe de toda essa desolação,
Sem a fatídica esperança do dia que serei
Alçado por forças benignas deste mundo...


E quando esta existência findar dentro desse
Teu mundo obscuro, eu estarei em lugares que
Poderei realmente dizer que pertencem ao teu
Mundo mais flamejante, jubiloso e que vivem
Dentro de ti sempre a iluminar tuas camadas
Psíquicas de milênios envoltas como moradas!

Poeta
lud
Poeta lud
Poemas del mismo poetaMás poemas
Rss del poetaRss del poeta
EstadísticasEstadísticas
 
Poema
Fecha 18/8/2018 3:35:53
Lecturas 97
Favoritos 0
Licencia Licencia Creative Commons
Enviar a un amigoEnviar
Versión imprimibleImprimir
Crea un documento PDF con el poemaCrear un pdf
Recientes
Haikai 797
Haikai 796
Haikai 795
Haikai 794
Haikai 793
Al azar
Haikai 785
Haikai 490
Haikai 390
Haikai 177( Chinelo estragado)
Haikai 155
Los usuarios son responsables de sus propios comentarios.

Etiquetas

Login

Nombre:

Contraseña:

Recordar



¿Recuperar la contraseña?

Regístrese

Comentarios recientes

Poemas más leídos recientemente

A Irregularidade do ato
AJCardiais
16/10/2018 15:45:26
O Meu Coração
AJCardiais
30/9/2018 23:28:22
A nobreza de quem sabe sofrer
AJCardiais
29/12/2018 11:56:18
Erudição
AJCardiais
25/4/2019 18:46:46
Obrigado Poeta
AJCardiais
4/11/2012 14:43:13
Experimentação ou Possibilidades
AJCardiais
10/6/2012 18:06:56
MI PUEBLO
necoperata
3/11/2012 3:34:26
A MI ESPOSA Y MADRE
joseferchozamper
13/5/2012 1:40:09
2 meses a tu lado
caz_master
11/5/2012 4:22:07
Tus lindos ojos
juank0905041
20/9/2013 17:14:33