Latino-Poemas
¡Regístrese Ahora!     Conectarse

Consultar

Otros

Usuarios conectados

30 usuario(s) en línea (18 usuario(s) navegando Poemas y prosas)

Registrados: 0
Invitados: 30

más ....

Licencia

Licencia Creative Commons
Poemas : 

Nesta noite

 

Nesta noite

Eu sou só, luxuria e pecado o meu ventre acetinado
o
meu rosto
é a imagem da loucura
e a
minha boca vermelha emoldura estranhamente a minha figura.

Se cai de um imenso penhasco e me segue aqui nesta vida
Um
pedaço da carne madura que açucara a minha ferida
é como água límpida e escura,
em translúcida taça
de amargura

Estranha nuvem que às vezes fica e às vezes passa
e quando fica é sempre uma desgraça
e quando passa
é a saudades que fica e lá fora fica o mundo
que sem compaixão
me caça.

Lampadário aceso
e sobre a mesa uma rosa
misteriosa criatura
em
seu ultimo espasmo.
Uma cobra envolvente e pecaminosa
destemperada, feita do mais puro orgasmo.
pois é a magia nesta noite encantada
que por ironia no iniciar do dia
vira apenas... nada...

SorrisodeRosas


Poeta
SorrisodeRosas
Poeta SorrisodeRosas
Poemas del mismo poetaMás poemas
Rss del poetaRss del poeta
EstadísticasEstadísticas
 
Poema
Fecha 16/2/2017 14:59:06
Lecturas 48
Favoritos 0
Licencia Licencia Creative Commons
Enviar a un amigoEnviar
Versión imprimibleImprimir
Crea un documento PDF con el poemaCrear un pdf
Recientes
Nesta noite
Depois do Jantar
Selvagem
Al azar
Nesta noite
Depois do Jantar
Selvagem
Los usuarios son responsables de sus propios comentarios.

Autor Hilo
Sehmsdorf
Enviado: 18/2/2017 18:06  Actualizado: 18/2/2017 18:06
Incondicional
Incondicional
Avatar
Conectado: 17/12/2016
Desde: Argentina
Envíos: 367
Icon Re: Nesta noite
Poema erótico bonita com belas palavras e fim inesperado Atenciosamente

Etiquetas

Login

Nombre:

Contraseña:

Recordar



¿Recuperar la contraseña?

Regístrese

Comentarios recientes

Poemas más leídos recientemente