Latino-Poemas
¡Regístrese Ahora!     Conectarse

Consultar

Otros

Usuarios conectados

46 usuario(s) en línea (26 usuario(s) navegando Poemas y prosas)

Registrados: 0
Invitados: 46

más ....

Licencia

Licencia Creative Commons
Poemas -> Sombríos : 

EU, A VIDA E A MORTE

Etiquetas: EtiquetasA VIDA...OS ANOS...NATUREZA  
 
Quando eu nasci,
Nasceram comigo a vida e a morte.
Olhávamo-nos olhos nos olhos
E lançámos um grande desafio.
Partiríamos ao mesmo tempo
Para ver quem ganharia a maratona
E quem teria a Grande sorte
De chegar na ultima recta em primeiro
E sem mais aquelas
Começamos a correr
Por ruas , ruelas e carreiros,
Passamos os primeiros metros,
Os primeiros quilómetros,
O cronómetro marcava o tempo,
Começámos a sofrer
Eu comecei a sentir cansaço
Com dificuldade a correr.
Já começava a agarrar a camisola
Que a vida trazia vestida
E a morte sempre fresquinha,
Com um sorrir cínico, macábro,
Continuava sempre em terceiro lugar
À espera do bom momento
Para poder melhor atacar.
E eu, pobre alma cansada,
Coração que bate apressadamente
Como se quisesse chegar à frente
Mas hoje ele já com 85 anos
Que não entre em desenganos
E a morte no momento preciso
Dará a sua sapatada, ela é a mais forte
Quer eu queira ou não , tudo baterá certinho
E eu e a vida ficaremos pelo caminho
Abandonadas!
E a partir daí, não seremos nada.



A. Da Fonseca

Poeta
bebert
Poeta bebert
Poemas del mismo poetaMás poemas
Rss del poetaRss del poeta
EstadísticasEstadísticas
 
Poema
Fecha 1/2/2017 22:05:45
Lecturas 456
Favoritos 0
Licencia Licencia Creative Commons
Enviar a un amigoEnviar
Versión imprimibleImprimir
Crea un documento PDF con el poemaCrear un pdf
Recientes
EU, A VIDA E A MORTE
OS ASTROS E UM ANJO
O POETA MORREU
DOIS LOUCOS
O TEU COPRPO DESNUDADO
Al azar
CONTINUO A PROCURAR QUEM SOU
PERDI-ME NA NOITE
AMISADE, AMOR, SIMPATIA
QUANDO EU VOS ABANDONAREI
NÃO SÃO QUE PUTOS DA RUA
Los usuarios son responsables de sus propios comentarios.

Autor Hilo
JoelFortunato
Enviado: 2/2/2017 0:22  Actualizado: 2/2/2017 0:22
Incondicional
Incondicional
Avatar
Conectado: 23/6/2011
Desde:
Envíos: 8209
Icon Re: EU, A VIDA E A MORTE
A. Da Fonseca: Cumprimentos e obrigado por compartilhar sua arte nobre.
O assunto é amplo, com tristeza e um conjunto de ideias claras, com pouca esperança.
Le doute est le commencement de la sagesse
Il n'y a si bon charretier qui ne verse
La patience vient à bout de tout.
Você tem paz e felicidade. Envio-lhe minha amizade e respeito.
Continue compartilhando suas agradáveis e interessantes escritos e poemas.

Etiquetas

Login

Nombre:

Contraseña:

Recordar



¿Recuperar la contraseña?

Regístrese

Comentarios recientes

Poemas más leídos recientemente

O desafio de viver junto
AJCardiais
3/1/2013 23:53:13
Tus lindos ojos
juank0905041
20/9/2013 17:14:33
A nobreza de quem sabe sofrer
AJCardiais
29/12/2018 11:56:18
MI PUEBLO
necoperata
3/11/2012 3:34:26
O meu coração
AJCardiais
30/9/2018 23:28:22
Erudição
AJCardiais
25/4/2019 18:46:46
A irregularidade do ato
AJCardiais
16/10/2018 15:45:26
Experimentação ou possibilidades
AJCardiais
10/6/2012 18:06:56
PROVERBIOS SUMERIOS
JoelFortunato
5/12/2012 3:35:09
muito além da carne e dos sentidos.
REHGGE
28/4/2016 21:57:36