Latino-Poemas
¡Regístrese Ahora!     Conectarse

Consultar

Otros

Usuarios conectados

38 usuario(s) en línea (29 usuario(s) navegando Poemas y prosas)

Registrados: 0
Invitados: 38

más ....

Licencia

Licencia Creative Commons
Poemas : 

Pisando no Escuro

 
Não siga os meus ais...
Eu vivo sozinho
nas bandas das madrugadas.
As palavras acordadas
são quem me atendem pelo caminho.

Não tenho o estudo
das ideias mortas.
Eu conto as sílabas
pelas palavras tortas.

Eu rimo os galhos,
porque eles se abrem
à minha passagem...

Então não vejo necessidade,
de cortá-los do meu caminho.
Eu sou como o espinho:
não me bula e eu não furo.

Eu piso no escuro
para ver se clareio
algum lugar vazio.

A.J. Cardiais
06.01.2011


Um poeta, um sonhador, um buscador, um hippie, um Anarquista... Sei lá! Um vagabundo, tentando melhorar o mundo.Open in new window

Poeta
AJCardiais
Poeta AJCardiais
Poemas del mismo poetaMás poemas
Rss del poetaRss del poeta
EstadísticasEstadísticas
 
Poema
Fecha 8/12/2015 11:30:57
Lecturas 447
Favoritos 1
Licencia Licencia Creative Commons
Enviar a un amigoEnviar
Versión imprimibleImprimir
Crea un documento PDF con el poemaCrear un pdf
Recientes
O desejo
O equilibrador de palavras
Ideal de felicidade
Poeta - o clandestino
Sacudindo a loucura
Al azar
Soneto Mortal
Mercador
Poesia Solta
Dores Tantas
Introdução
Los usuarios son responsables de sus propios comentarios.

Etiquetas

Login

Nombre:

Contraseña:

Recordar



¿Recuperar la contraseña?

Regístrese

Comentarios recientes

Poemas más leídos recientemente

A nobreza de quem sabe sofrer
AJCardiais
29/12/2018 11:56:18
O meu coração
AJCardiais
30/9/2018 23:28:22
Experimentação ou possibilidades
AJCardiais
10/6/2012 18:06:56
A Irregularidade do ato
AJCardiais
16/10/2018 15:45:26
Obrigado Poeta
AJCardiais
4/11/2012 14:43:13
Outono/inverno
AJCardiais
24/5/2019 20:37:29
Inspiração à deriva
AJCardiais
14/5/2019 10:22:29
Ensaio para coisas bobas
AJCardiais
28/5/2019 13:19:29
Erudição
AJCardiais
25/4/2019 18:46:46
MI PUEBLO
necoperata
3/11/2012 3:34:26