Latino-Poemas
¡Regístrese Ahora!     Conectarse

Consultar

Otros

Usuarios conectados

28 usuario(s) en línea (16 usuario(s) navegando Poemas y prosas)

Registrados: 0
Invitados: 28

más ....

Licencia

Licencia Creative Commons

Crónicas : 

LIÇÃO PARA GANHAR NAMORADOS OU NAMORADAS

 
LIÇÃO PARA GANHAR NAMORADOS OU NAMORADAS

Para quem me conheceu em outros tempos haverá de dizer que eu não seria a pessoa mais apropriada para este ensinamento, mas aprendi tarde o que muitos sofrem na adolescência e conheci cedo o que muitos não vão conhecer, ou mesmo nem devem mesmo conhecer.

Aprendi na vida, olhando lá da frente, de hoje, que todos os estágios que passamos desde a adolescência são importantes para a nossa formação, e se pularmos algum degrau, ele, lá na frente, vai fazer falta e se fará ser notado com toda a força.

Então, não digo que seja necessário em todos os casos, mas conheci casamentos que se findaram, pois lá na frente, com a vida estabilizada, aqueles senhores quiseram conhecer aquilo que não conheceram na época certa. Alguns se casaram muito cedo, sem muitas experiências com outras mulheres, e depois começam a ciscar em terreiro pouco conhecido e acabam por destruir seus casamentos, e até as suas vidas por terem invertido a ordem das coisas.

O caso que tenho mais na memória é o do antigo “rei da soja” que começou a andar com meninas da idade das netas dele e acabou quebrando e sem o dinheiro, claro, lá se foram as "meninas".

Eu comecei com uma amante, não namorada, coisa rara para um garoto de 15 nos anos setenta, apesar de já um pouco viajado, vamos dizer ir até a praia a 100 km de Curitiba, rss, de carona, e com ideias de contracultura, embora fosse meio careta em vista da maluquice dos meu amigos.

Mas a verdade é que a base das paixões se fundamenta muito no sexo e por isso não haver nelas a serenidade do amor sereno e cristalino, que se sustenta não só num vértice e por isso causar tanta frenesi e insegurança, (infelizmente muitos ficam considerando eventuais paixões como o grande amor de suas vidas), mas esta relação que tive era rara naquele período.

Passei a ter esta relação com aquela mulher bonitona de 25 ano, muito mais viajada do que os meus cem km, mas a vida era boa, estava apaixonado, afinal.

O outro personagem da jogada, vamos dizer o mantenedor, apesar dela trabalhar, e eu ainda não, era presença rara na casa, só a entregava vindo do trabalho, e eu não saia mais daquela casa onde tinha mais uma moradora, que me fazia companhia.

Bom, agora você diz, este cara disse que ia me ensinar a arranjar namorada(o) e agora só fica contando histórias, mas é que uma coisa se liga na outra, espera um pouco, pois virei notívago e a acompanhava em festas, sempre como amigo, claro, mas muitas das amigas dela sabiam, mas acontece que este mantenedor ao saber da história, um ano e meio depois, a levou, como num apagar de luzes para longe da minha visão e eu fiquei perdido, e passei a frequentar ambientes onde nem sempre deixavam eu entrar.

Então tinha passado os anos dourados e a minha estampa maluca com cabelo black power, magro como um palito e, como todas as mulheres diziam “já te disseram que você tem lindos olhos?" Era a deixa, então eu dava ibope para outros caras que andavam comigo e todos eram mais velhos.

Eu tinha deixado de ser um pirralho, enquanto ainda genuinamente era um, mas então nunca namorei ninguém, de ir buscar em casa, ir ao cinema, almoçar com a família, não passei por essas fases, e ai começa as ligações nesta história.

Chegou uma época que eu já não aguentava “tantas coroas”, tantas mulheres que eu já levava para casa já no primeiro dia, ou elas me levavam, e coroas no caso, na faixa de 25/30 para mim que tinha vinte, eu sempre estava atrás na idade, então não me aproximava de meninas mais novas e menos experientes.

E ai o nunca ter namorado começou a fazer falta, comecei a ter depressão, a enjoar daquela vida de boemia e sexo farto, mas sem ligação de afeição; não tinha tido nenhuma namoradinha antes, e nem eu sabia como era isso, pois o meu hábito já ia queimando etapas e isto começou a mostrar como a minha vida era vazia.

Cheguei ao desespero e como começar a namorar de uma hora para a outra? Via as minhas professoras como eventuais casos, nunca como professoras, inverti a ordem de todas as coisas, então virei um carente afetivo no final.

Fui para o psiquiatra e ele me ajeitou, inverteu os ponteiros eu tinha que sair com as mulheres, mas sem ter sexo, e vi que o tratamento estava dando certo, estava tendo amizade com mulheres, explicava até para elas que estava em tratamento e elas se tornavam minhas cúmplices, mas claro, tinham as malandrinhas, mas deu certo no final e conheci a minha melhor namorada, e que se tornou a minha esposa.

Ai meu amigo vem o ensinamento do namoro:

Um cachorrinho meu amigo, minha amiga, um cachorrinho.

Adquira algum que seja bonitinho, meio agitado e curioso, meio entrão, pois, quando já casado, ganhamos um, que me segue para onde vou, e precisava ir dar a tal da voltinha todo dia e notei como as meninas se chegavam dizendo “mas que cachorrinho mais lindo, como é o nome dele?” E por ai ia, até garotas com namorados a tiracolo vinham brincar com ele.

E quando chegava em casa contava isso brincando para a minha esposa; contava que tinha descoberto o maior segredo para ganhar namoradas, se fosse o caso de novamente ter que ir à luta, não precisava ficar comprando carrão, nem frequentar casas noturnas, o melhor lugar para arranjar casos, mas o pior lugar para arranjar namoradas.

Então lembro que os marmanjos gostam de sair com os seus buldogs, ptibuls, por ai, e não sabem o que estão perdendo ao invés de terem um poodle misturado com chow chow como é o meu.

Então meus amigos, e minhas amigas, cachorrinhos, bonitos cachorrinhos, empreste algum e vá passear em algum lugar movimentado e seguro, depois você me diz; os homens também não deixam de prestar atenção quando as meninas ou mulheres os estão levando para passear, eles também baixam a guarda e se tornam mais receptivos e afetivos como elas.

Cachorrinhos são relaxantes, além de socializantes, faça o teste, e é mais fácil ainda quando os dois estão levando cachorrinhos, ai não tem como não fazer o contato ajudado por eles, que lutam para se aproximarem; se não arranjarem namorados/namoradas, pelo menos aumentarão as amizades no bairro que poderão levar a elas ou eles.
.,.,.,.,.,.,.,.,.,.,.,.,.

"Não é o lugar em que nos encontramos nem as exterioridades que tornam as pessoas felizes; a felicidade provém do íntimo, daquilo que o ser humano sente dentro de si mesmo" Roselis von Sass – www.graal.org.br


"A felicidade provém do íntimo, daquilo que o ser humano sente dentro de si mesmo" Roselis von Sass - www.graal.org.br

Poeta
hserpa
Poeta hserpa
Poemas del mismo poetaMás poemas
Rss del poetaRss del poeta
EstadísticasEstadísticas
 
Poema
Fecha 24/10/2014 23:10:26
Lecturas 832
Favoritos 0
Licencia Licencia Creative Commons
Enviar a un amigoEnviar
Versión imprimibleImprimir
Crea un documento PDF con el poemaCrear un pdf
Recientes
A BUSCA ETERNA DOS SONHOS
QUE A POESIA INSPIRE PAZ
O JARDIM DO AMOR
UM NOVO DESTINO
A FEIURA NO COMUNISMO E A BELEZA NA DEMOCRACIA
Al azar
A VIDA DE HOJE EM DIA
A VIDA NÃO NOS LEVA, NÓS A CRIAMOS
MICROCONTOS
A PALAVRA
NOVO CAMINHO
Los usuarios son responsables de sus propios comentarios.

Etiquetas

Login

Nombre:

Contraseña:

Recordar



¿Recuperar la contraseña?

Regístrese

Comentarios recientes

Poemas más leídos recientemente