Latino-Poemas
¡Regístrese Ahora!     Conectarse

Consultar

Otros

Usuarios conectados

22 usuario(s) en línea (15 usuario(s) navegando Poemas y prosas)

Registrados: 0
Invitados: 22

más ....

Licencia

Licencia Creative Commons

Frases y Pensamientos : 

Serei só eu? - III

 
Na minha vida tão atribulada, tive um grande amigo!!! Se tive! Salvou-me de morrer afogada, 1ª vez na Foz, 2ª na quinta nesse dia assustei-me. O tanque era enorme, fechado e tive que descer umas escadas em ferro, quando pousei os pés no chão escorregadio, pensei que nunca mais conseguiria sair debaixo da água, mas Ele estava lá e ajudou-me. Da 1ª foi na Foz como o meu Pai me levava nos ombros, nesse dia resolvi ir ter com ele (tinha 2 ou 3 anos, só me lembro de me agarrar à areia e que o mar me levava, que aflição que passei! Foi a empregada que me retirou. Mais tarde já com idade para saber ou ter juízo, vou a Espinho, deixo a Mamã no café com as amigas e resolvo ir dar um passeio pela praia e claro está, não satisfeita, vou pelo paredão que entra pelo mar dentro e que da fúria do mar estava todo partido, aqueles blocos de cimento, cheios de verde escorregadio. E claro caí com tanta sorte que fiquei presa nas fendas. Levantei-me como pude, o vestido que era branco ficou verde! Nem consigo descrever a cara da Mamã quando me viu!
Pelo relato que faço de pequenas passagens da minha vida, sou uma aguarela sem cor. Nunca me senti culpada só dou graças a Deus, por ter poupado os Pais. Nunca souberam de nada.





Tive um Tio chamado António, vivia no Brasil, tinha bigode e tomava muitos cafés. Um dia veio visitar-nos e ficou uns dias connosco. Ao fim de 4 ou 5 dias (eu era muito, muito curiosa ainda sou) andava sempre atrás dele, achava graça à maneira como falava e das histórias que contava. Como estavam sempre a ralhar comigo e a bater-me, um dia estando sentado na galeria chamou-me, deu-me uma medalha pequenina, azul, parecia que a imagem da Virgem se movia quando lhe tocava-mos; --disse-me:”anda sempre com ela, precisas de protecção”és muito magra e os teus ossinhos sofrem. Honestamente nunca senti dor. De certeza que a mão do meu Amigo é que aguentava. Portanto sou um desassossego para os outros e para mim. Se calhar foi o leite da minha ama, já que não fui amamentada com o da minha Mãe, ainda por cima levei uma transfusão com sangue de um carteiro, de certeza foi alguma destas coisas que me fez ficar diferente, é que não encontro parecenças com ninguém da família, ---irmã parada, só de vez em quando dá umas voltas tipo valsa, ---irmão calmo até dizer basta! --- Mãe faladora sempre pronta para sair, ---Pai, calmo, sereno e pensador. Eu? Nem deitada consigo parar se estou acordada a minha cabeça é pior que um Ferrari da fórmula 1. Desde pequena que me chamavam olhos de cobra não havia maneira de fechá-los para dormir quando estava ao colo da ama.
Os pensamentos reais que tenho passado à escrita conforme sou sem pensar muito se estão bem escritos, serão concerteza parecidos com os de outras pessoas. Sempre me preocupei muito com os outros. E verdade. Ás vezes não tenho muita paciência para estar ao telefone a ouvir desabafos. Tantas confissões, nunca ninguém ficará a saber, morrem comigo. Sou feliz porque contribui com o silêncio para que hoje quando olho essas pessoas as veja felizes. Não digo AGRADECIDAS, porque jamais comentei fosse com quem fosse as suas confidências. Pelo contrário fiz o maior esforço para as compreender e não acusá-las. No entanto, comigo é ao contrário confidências e desabafos só a Deus, o pouco que disse sem rancor e sem maldade só serviu para me ferirem. Problema deles (as), terão a paga, podem crer a consciência é muito poderosa, mais tarde ou mais cedo o remorso vem – e eu não quero tê-lo. Quantos telefonemas tive de pessoas tenho que se sentem sós, dou conta que hoje há uma solidão envolvente na faixa etária que se acentua a partir dos 60 anos, impressionante, não vivem sós, mas, sentem-se…


Escrbo para todos.El verano fué con el el sol las fiestas,la playa los amigos que encontramos en vacaciones,deseo que par el año o sea verano otra vez para todos,un abrazo a mis compañeros de Latino Poemas hasta siempre.
Carminha Nieves.

Poeta
secreet50
Poeta secreet50
Poemas del mismo poetaMás poemas
Rss del poetaRss del poeta
EstadísticasEstadísticas
 
Poema
Fecha 13/9/2009 12:27:28
Lecturas 868
Favoritos 1
Licencia Licencia Creative Commons
Enviar a un amigoEnviar
Versión imprimibleImprimir
Crea un documento PDF con el poemaCrear un pdf
Recientes
PUDESSE MANDAR NA VIDA
MEDITANDO
RECUERDOS
ACEITAR É VIVER
NO TEMPO SEM IDADE
Al azar
HE SUBIDO MI ESCALERA
EN EL ÍNTIMO
COSAS DEL DESTINO
SI FUERA JOVEN
POCO A POCO, TERMINA TODO
Los usuarios son responsables de sus propios comentarios.

Etiquetas

Login

Nombre:

Contraseña:

Recordar



¿Recuperar la contraseña?

Regístrese

Comentarios recientes

Poemas más leídos recientemente

2 meses a tu lado
caz_master
11/5/2012 4:22:07
Tus lindos ojos
juank0905041
20/9/2013 17:14:33
TU MIRADA...
RAMSHADY
19/7/2012 3:27:29
MI PUEBLO
necoperata
3/11/2012 3:34:26
MI HOGAR
Starlight
26/9/2011 20:51:59
DESCANSA EN PAZ...
Claudia
1/8/2012 23:59:35
PROVERBIOS SUMERIOS
JoelFortunato
5/12/2012 3:35:09
Como el magma...
miltinho
23/2/2018 23:15:32
A MI ESPOSA Y MADRE
joseferchozamper
13/5/2012 1:40:09
Equação do Suicídio
AJCardiais
21/2/2018 10:32:33